SONAR 2021: Perspectivas para Riscos Emergentes

Enquanto a crise da COVID-19 domina o cenário, outros riscos e tendências surgem da interação homem-máquina, infraestruturas conectadas e sustentabilidade.

Quer entender melhor? Confira a nova edição do SONAR!

Riscos emergentes e Tendências em foco

O relatório SONAR deste ano aborda os efeitos a longo prazo da pandemia COVID-19, bem como uma gama de riscos e tendências emergentes para a indústria de re/seguros.

Em relação a mudança climática, examinamos os riscos em torno dos esforços no ramo de seguros para avançar na descarbonização e redução da emissão de carbono.

Ameaças relacionadas ao aumento das interações homem-máquina, incluindo conselhos de saúde potencialmente incorretos de aparelhos portáteis, a ética na transformação digital e as inovações na mobilidade urbana.

A crise da COVID-19 deixará sua marca para os próximos anos. Ainda não conhecemos a gravidade de seus efeitos a longo prazo sobre a saúde, mas sabemos que, durante a pandemia, exames de câncer, cirurgias e tratamentos foram adiados, o que poderia resultar em taxas de mortalidade mais elevadas no futuro.

Economicamente, a pandemia aumentou as desigualdades de renda, prejudicando a classe média que luta com maior desemprego e rendas mais baixas.

Além do risco à saúde, a COVID-19 também moldou outros dois riscos emergentes:

A retomada de atividades em instalações desativadas: inspeções falhas e manutenções atrasadas aumentam o risco de acidentes maiores à medida que as operações em indústrias, principalmente, em refinarias de petróleo, fábricas de produtos químicos, minas ou usinas elétricas são retomadas.

E o surgimento de Empresas "Zumbi": empresas inviáveis economicamente que permaneceram à tona graças ao apoio e incentivos dos governos distribuídos em decorrência da COVID-19, mas que podem entrar em falência quando o alívio da pandemia terminar.

Novos riscos não surgem somente em tempos de crise. Traçar perfis e pensar regularmente em riscos novos ou mutáveis, e suas incertezas associadas, ajudam a construir uma preparação da sociedade para o futuro.
Patrick Raaflaub, Group Chief Risk Officer, Swiss Re

Tags

SONAR SONAR 2021: Perspectivas para Riscos Emergentes [Em inglês]